Notícias

Vejam as últimas notícias da ENE

HomeNotícias

Brasília conhece campeões de última etapa nacional de meia maratona

Competição passou por importantes pontos de Brasília (Foto: Divulgação)

A última etapa brasileira do principal circuito de meia maratona da América Latina, o ASICS Golden Run, foi disputada em Brasília e passou por importantes pontos da cidade.

Para esta edição, a prova contou com um circuito novo e mais rápido. Além disso, os corredores terminaram a prova na Esplanada dos Ministérios, um dos principais locais da capital brasileira.

Os dois primeiros quilômetros da prova contaram com leve subida, enquanto os quatro seguintes tiveram descidas. O nível de concentração exigido foi grande até o quilômetro 19, que já indicava a fase final da disputa.

Na categoria elite feminina, a vencedora foi Valdilene dos Santos Silva, com o tempo de 1h16min35s. Já na elite masculina, o melhor foi Wendel Jerónimo Sousa, com 1h06min15s.

Confira abaixo os principais resultados.

Elite feminina
1ª) Valdilene dos Santos Silva
2ª) Franciane dos Santos Moura
3ª) Anjelina John Joseph Yumba
4ª) Gabriela Letícia Rocha
5ª) Cruz Nonata da Silva

Elite masculina
1º) Wendel Jerónimo Sousa
2º) Vagner Noronha da Silva
3º) Raison dos Santos Ramos
4º) Mejam Reginald Lucian
5º) Antônio Wilson Sousa Lima

Fonte: Gazeta Esportiva

Compartilhar

Vantagem do Corinthians na ponta é a menor desde junho, mas time ainda depende só de si; veja o caminho dos candidatos ao título

(Jô, Borja, Lucas Lima e Barrios: todos querem o título; Foto: Gazeta Press)

Apenas cinco pontos separam o Corinthians, líder do Campeonato Brasileiro, do Palmeiras, vice-líder, faltando sete rodadas (ou seja, 21 pontos) para a conclusão da temporada. A diferença dos alvinegros para o segundo colocado é a menor desde o final da décima rodada, em junho. 

Ao derrotar o Grêmio por 1 a 0, em Porto Alegre, o Corinthians somou 26 pontos contra 22 do time gaúcho. E foi o resultado daquele confronto, em 25 de junho, que fez o time paulistano abrir uma diferença significativa na liderança pela primeira vez neste Brasileiro. 

Explica-se: o Corinthians já liderava o campeonato desde a quinta rodada da competição. Mas até o confronto com o Grêmio, vice-líder desde a quinta rodada, a diferença entre eles era de um simples ponto.

Após o confronto em Porto Alegre, a situação corintiana ficou bem confortável. Na 11ª rodada, o Corinthians aparecia sete pontos à frente do Grêmio. Passou para nove na jornada seguinte e para dez na posterior. O melhor momento foi ao final da vigésima rodada: 11 pontos de distância para o clube gaúcho.

A pontuação, contudo, tem reduzido desde a 27ª rodada do Brasileiro. Era de dez pontos, passou para nove, seis e, agora, cinco. Neste ínterim, outros clubes apareceram na vice-liderança. Casos de Palmeiras e Santos.

A situação atual poderia ser até pior se o Palmeiras tivesse derrotado o Cruzeiro na noite de segunda-feira. Mas apenas empatou por 2 a 2, no Allianz Parque. Reduzindo para os cinco pontos mencionados no início deste texto.

Faltando sete rodadas é difícil descartar alguém da briga pelo título. Mas quem será que levará a melhor no final do torneio.Veja abaixo a tabela de jogos de Corinthians, Palmeiras, Santos e Grêmio caso a caso e tire suas próprias conclusões.

  • 1º Corinthians, 59 pontos

Tabela do Corinthians

RivalLocal do jogoPontos
Palmeiras Arena Corinthians (SP) 54
Atlético-PR Arena da Baixada (PR) 42
Avaí Arena Corinthians (SP) 35
Fluminense Arena Corinthians (SP) 39
Flamengo Ilha do Urubu (RJ) 47
Atlético-MG Arena Corinthians (SP) 42
Sport Ilha do Retiro (PE) 35

 

  • 2º Palmeiras, 54 pontos

Tabela do Palmeiras

RivalLocal do jogoPontos
Corinthians Arena Corinthians (SP) 59
Vitória Barradão (BA) 34
Flamengo Allianz Parque (SP) 47
Sport Allianz Parque (SP) 35
Avaí Ressacada (SC) 35
Botafogo Allianz Parque (SP) 48
Atlético-PR Arena da Baixada (PR) 42

 

  • 3º Santos, 53 pontos

Tabela do Santos

RivalLocal do jogoPontos
Atlético-MG Vila Belmiro (SP) 42
Vasco Vila Belmiro (SP) 44
Chapecoense Arena Condá (SC) 39
Bahia Fonte Nova (BA) 39
Grêmio Vila Belmiro (SP) 51
Flamengo Ilha do Urubu (RJ) 47
Avaí Vila Belmiro (SP) 35

 

  • 4º Grêmio, 51 pontos

Tabela do Grêmio

RivalLocal do jogoPontos
Flamengo Arena do Grêmio (RS) 47
Ponte Preta Moisés Lucarelli (SP) 35
Vitória Arena do Grêmio (RS) 34
São Paulo Arena do Grêmio (RS) 40
Santos Vila Belmiro (SP) 53
Atlético-GO Arena do Grêmio (RS) 27
Atlético-MG Independência (MG) 42

Fonte: ESPN

 

Compartilhar

Chiefs dominam ataque dos Broncos e voltam a vencer após duas rodadas

(Harrison Butker foi protagonista na vitória dos Chiefs; Foto: ASSOCIATED PRESS)

Kansas City Chiefs, quase que literalmente, chutou a má fase para longe e venceu o Denver Broncos, com facilidade, por 29 a 19. Com grande atuação do kicker Harrison Butker, substituto de Cairo Santos, que anotou cinco field goals e dois extra points, o time de Kansas City dominou completamente os Broncos para voltar a ganhar após perder duas partidas consecutivas, chegando a seis vitórias e duas derrotas. Com Trevor Siemian, quarterback titular, sofrendo três interceptações, Denver chega a quatro derrotas em sete partidas e corre risco de ficar fora dos playoffs. 

 

Após jogar nos Chiefs por nove temporadas, Jamaal Charles voltou a Kansas City, agora com a camisa do Broncos, pela primeira vez. O começo foi de terror para o jogador. Em sua segunda corrida, Charles sofreu um fumble que se tornou o primeiro touchdown dos Chiefs após Marcus Peters recuperar a bola e correr até a endzone. Os Chiefs começaram com tudo e, minutos depois, Travis Kelce recebeu passe de Alex Smith para ampliar a vantagem. O ataque improdutivo, especialmente pelo baixo rendimento de Trevor Siemian, levou os Broncos aos vestiários 14 pontos atrás do rival de Kansas City. 

 

Denver voltou dos vestiários ainda sem produção ofensiva, mas, com a defesa dando tempo para Siemian e companhia, aos poucos engrenou e, apostando no jogo corrido, conseguiu reduzir a vantagem para uma posse de bola em touchdown do running back Devontae Booker. Apesar do touchdown de Booker, a segunda metade do confronto foi protagonizada por um kicker: Harrison Butker. Foram quatro chutes precisos depois do intervalo para dar uma vantagem confortável aos Chiefs e garantir a vitória. 

 
 
Marcus Peters foi um dos protagonistas da importante vitória dos Chiefs (Foto: ASSOCIATED PRESS)Marcus Peters foi um dos protagonistas da importante vitória dos Chiefs (Foto: ASSOCIATED PRESS)

Marcus Peters foi um dos protagonistas da importante vitória dos Chiefs (Foto: ASSOCIATED PRESS) 

Apesar da excelente partida da defesa, Siemian não conseguiu carregar o ataque para colocar os Broncos na partida. Foram três interceptações na noite para o camisa 13 de Denver. A um minuto e 55 segundos do final do embate, Siemian ainda conseguiu um passe para touchdown, mas não foi o suficiente para mudar o resultado final, principalmente após não converter a tentativa de dois pontos extras. 

 

Dominante

O começo de partida do do cornerback Marcus Peters vai causar pesadelos nos torcedores do Denver Broncos. Na segunda posse de bola ofensiva de Denver, Jamaal Charles sofreu um fumble e Peters apareceu como um raio para recuperar e anotar o touchdown que abriu o placar para os Chiefs. 

O camisa 22 não parou por aí. Dois drives ofensivos depois, logo após os Chiefs abrirem 14 a 0, o cornerback voltou a aparecer, dessa vez em uma interceptação fácil em cima de Trevor Siemian, quarterback dos Broncos. 

Vencendo por 14 a 0, jogando muito melhor que o adversário e perto da endzone para ampliar ainda mais a vantagem. É momento de fazer o simples, certo? Não foi o que decidiu o treinador do Chiefs, Andy Reid, que chamou uma trick play com um passe do wide receiver Tyreek Hill. A gracinha custou caro, Hill foi interceptado e os Broncos se livraram de sofrer mais um touchdown. 

Destaques

Kansas City Chiefs

Alex Smith
202 jardas de passe
1 touchdown 

Travis Kelce
133 jardas recebidas
1 touchdown recebido 

Marcus Peters
2 tackles
1 fumble recuperado
1 interceptação 

Denver Broncos

CJ Anderson
78 jardas corridas 

Shaquill Barrett
2 tackles
1 fumble forçado 

 

Resultados da semana 8

 

Baltimore Ravens 40 x 0 Miami Dolphins
Cleveland Browns 16 x 33 Minnesota Vikings
Buffalo Bills 34 x 14 Oakland Raiders
Cincinnati Bengals 24 x 23 Indianapolis Colts
New England Patriots 21 x 13 Los Angeles Chargers
New Orleans Saints 20 x 12 Chicago Bears
New York Jets 20 x 25 Atlanta Falcons
Philadelphia Eagles 33 x 10 San Francisco 49ers
Tampa Bay Buccaneers 3 x 17 Carolina Panthers
Seattle Seahawks 41 x 38 Houston Texans
Washington Redskins 19 x 33 Dallas Cowboys
Detroit Lions 15 x 20 Pittsburgh Steelers
Kansas City Chiefs x Denver Broncos
Folgaram: Cardinals, Packers, Jaguars, Rams, Giants e Titans

Fonte: Globo Esporte

Compartilhar

Palmeiras pega Cruzeiro dependendo das próprias forças por título

(Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Às 20 horas (de Brasília) desta segunda-feira, na partida que encerra a 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras encara o Cruzeiro, no Estádio Palestra Itália. A oito partidas do final, a equipe dirigida por Alberto Valentim entra em campo dependendo das próprias forças para terminar com o título.

Se ganhar do Cruzeiro, o Palmeiras reduz a vantagem do líder Corinthians para apenas três pontos (59 a 56) e pode superar o arquirrival em confronto direto na 32ª rodada, com a chance de assumir a ponta pelo número de vitórias, em Itaquera. Um triunfo nesta segunda-feira ainda serviria para desempatar com o Santos.

Encarregado de comandar o Palmeiras após a saída do técnico Cuca, o interino Alberto Valentim acumula triunfos diante de Atlético-GO, Bahia e Grêmio. Apoiado pelo elenco para ser efetivado pela diretoria, ele estreia no Palestra Itália na partida desta segunda-feira.

Com o volante Bruno Henrique suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o treinador tem Jean, Felipe Melo e Thiago Santos como alternativas para a posição. No ataque, Borja permanece como titular na vaga do lesionado Willian. O zagueiro Yerry Mina, recuperado de fratura no pé esquerdo, deve iniciar entre os reservas.

Lucas Romero deve enfrentar o Palmeiras como titular na vaga de Hudson (Foto: Alisson Guimarães/Divulgação)

“Minha conversa com os jogadores é muito franca. Todos que estão no elenco têm condições de jogar, mas não confundam com frase feita: o treino tem que ser forte, porque vou cobrar depois”, declarou Alberto Valentim, mantendo o mistério na escalação.

O jogo a ser disputado no Palestra Itália marca o encontro do Palmeiras com Mano Menezes após uma sondagem frustrada na tentativa de trazer o técnico para suceder Cuca. No caminho rumo ao título da Copa do Brasil, a equipe mineira bateu o time alviverde, nas quartas de final.

Para a vaga do lesionado Hudson, Mano deve escalar Lucas Romero. Já Rafael Sobis, com dores musculares e na mira do Querétero, perde espaço para o ex-palmeirense Rafael Marques. O meia Robinho, mais um ex-palmeirense, fica à disposição, diferentemente do zagueiro Léo e do meia Alisson, ambos sem condições físicas ideais.

“Nunca é bom entrar no time na vaga de um companheiro que se machuca. Infelizmente, aconteceu a lesão do Hudson e ficamos chateados com isso. Ele é um cara muito profissional, que oferece muito para o elenco. Agora, tendo a oportunidade de voltar ao time, devemos estar preparados”, afirmou Romero.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS X CRUZEIRO

Data: 30 de outubro de 2017, segunda-feira
Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes
Assistentes: Helton Nunes e Thiaggo Americano Labes

PALMEIRAS: Fernando Prass; Mayke, Edu Dracena, Juninho (Mina) e Egídio; Jean (Thiago Santos), Tchê Tchê e Moisés; Keno, Dudu e Borja
Técnico: Alberto Valentim

CRUZEIRO: Fábio; Ezequiel, Manoel, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique e Lucas Romero; Rafinha, Thiago Neves e Arrascaeta; Rafael Marques
Técnico: Mano Menezes

Fonte: Gazeta Esportiva

Compartilhar

City voando, gol de Paulinho e Gabigol insatisfeito no Benfica; veja resumo do fim de semana

(Resumo do fim de semana traz o melhor e o pior do futebol internacional; Foto: espn.com.br)

 

Com uma grande atuação do atacante Gonzalo Higuaín, a Juventus não tomou conhecimento do Milan e venceu o clássico com autoridade por 2 a 0 no Campeonato Italiano. O time alvinegro assumiu, assim, a vice-liderança, embora siga a três pontos do Napoli, que segue na primeira colocação após ter batido o Sassuolo, por 3 a 1.

DESCE: Gabigol

Em campo, o Benfica fez sua parte e venceu o Feirense, por 1 a 0. Fora dele, porém, problemas envolvem Gabigol. O brasileiro, que não entrou em campo na partida, está insatisfeito, segundo noticiou o jornal português "O Jogo", e agora o clube já tem dúvidas se quer sua permanência. O problema foi causado depois de o atacante não ser relacionado para a partida contra o Manchester United pela Uefa Champions League.

  • Os brasileiros

O Barcelona venceu mais uma vez no Campeonato Espanhol. Contra o Athletic Bilbao, o time catalão fez 2 a 0 e chegou ao nono triunfo em dez rodadas. E o brasileiro Paulinho voltou a ajudar: foi dele o segundo gol da vitória fora de casa, aproveitando rebote em finalização de Luis Suárez.

Outro meio-campista brasileiro que marcou em um time em alta foi Fernandinho, responsável pelo segundo gol do Manchester City na vitória por 3 a 2 sobre o West Bromwich, em jogo de início “maluco”, com três tentos - incluindo o do volante - em um intervalo de apenas cinco minutos.

  • O jogaço

Em um dos jogos de maiores tensão nesta temporada do Campeonato Espanhol, por tudo que cercava a partida fora de campo, envolvendo a independência da Catalunha, Real Madrid e Girona fizeram uma bela partida também em campo. O time da capital saiu na frente, mas cedeu a virada para os catalães, que venceram por 2 a 1. Os atuais campeões ficam assim a oito pontos do líder Barcelona e atrás também do Valencia, segundo colocado após mais um triunfo na rodada.

  • As pinturas

O Campeonato Chinês já está decidido, com o título do Guangzhou Evergrande, time de Luiz Felipe Scolari. O brasileiro Hulk, porém, fez bonito no fim de semana e ajudou sua equipe, o Shanghai SIPG, a vencer o Henan Jianye, por 4 a 2, de virada, com dois gols. Um deles foi uma pintura, com uma "bomba", já característica do atacante, em cobrança de falta, sem chances para o goleiro rival.

  • As muralhas

Goleiro de confiança de Tite na seleção brasileira, Alison está com cada vez mais moral também no futebol italiano. No fim de semana, o camisa 1 da Roma foi decisivo para a vitória de sua equipe sobre o Bologna, por 1 a 0, com um milagre em cabeceio de Adam Masina. A rodada também teve grande defesas de Jan Oblak, no empate do Atlético de Madri com o Villarreal, por 1 a 1; e Peter Gulácsi, que não conseguiu, porém, evitar a derrota do RB Leipzig para o Bayern de Munique, por 2 a 0.

  • As pixotadas

O Tottenham perdia para o Manchester United, por 1 a 0, quando, já nos acréscimos, Toby Alderweireld tentou jogar lateral na área em busca do empate. A defesa cortou, mas a bola voltou para o belga, que tentou cruzar novamente, agora com os pés, de primeira. O problema é que ele furou, e a pelota acabou indo para trás. Só que, persistente, o camisa 4 tentou mais uma vez o cruzamento e... fez pior ainda!

Fonte: ESPN

 

Compartilhar

Petrovic faz "intensivão" de Brasil e lamenta ausências: "NBA é intocável"

Marcelinho Huertas (de branco) tem chances de vir para o jogo contra a Venezuela (Foto: EFE)

Novo técnico da seleção brasileira, Aleksandar Petrovic faz um "intensivão" sobre o Brasil antes do começo das Eliminatórias Fiba. Nos últimos dias, o croata passou por São Paulo e Minas Gerais para acompanhar de perto alguns dos 24 escolhidos para pré-lista dos dois primeiros jogos, contra Chile e Venezuela. "Aco" esteve na decisão do Paulista, entre Paulistano e Franca, e neste domingo viu em Belo Horizonte o clássico entre Flamengo e Vasco. Não bastassem as observações in loco, solicitou diversas partidas recentes do Brasil e dos principais clubes do país. Tudo para escolher melhor os 14 eleitos para primeira convocação, provavelmente no dia 7 de novembro. O Brasil pega o Chile no dia 24, em Osorno, e a Venezuela no dia 27, no Rio de Janeiro. 

- Há quatro semanas venho acompanhando, e desde os Jogos Olímpicos conheço entre 12 e 15 jogadores do Brasil. Agora, neste pouco tempo, assistir a vários jogos do ano passado, da recente AmericaCup, e assisti a estas partidas agora. Quero ver todos os jogos possíveis para ver tudo o que o Brasil pode oferecer. Nessa primeira janela, esse trabalho é muito mais importante. A partir de fevereiro terei muito mais informações sobre jogadores, sobre os jovens de 20, 22 anos. Agora, tenho as ideias muito claras em relação ao que fazer nas duas primeiras partidas, contra Chile e Venezuela - explica Petrovic. 

 
Aleksandar Petrovic , novo técnico da seleção brasileira de basquete (Foto: Marcos Guerra)

Aleksandar Petrovic , novo técnico da seleção brasileira de basquete (Foto: Marcos Guerra) 

Nesta janela, o treinador colocou na lista nomes como Raulzinho, da NBA, e Marcelinho Huertas, do Baskonia. Ambos terão grandes problemas para serem liberados. A liga americana de basquete já avisou que não irá liberar os jogadores. E a Euroliga segue o mesmo caminho. Também por isso, dois atletas que estariam presentes estão fora: Nenê e Cristiano Felício. Mas Petrovic espera contar com Huertas ao menos no segundo jogo, contra a Venezuela. 

- A NBA é intocável. Por isso, nos impede de ter bons jogadores como Cristiano Felício, Nenê... Mas eles vão participar em julho e setembro, em duas janelas, quatro partidas. Nas demais, temos bastante qualidade para enfrentar. Sobre a Euroliga, penso que para a segunda partida, contra a Venezuela, Marcelinho Huertas poderia estar no jogo, o que é muito importante, já que a Venezuela é uma equipe muito boa. Mas entre Fiba e Euroliga deve haver um acordo que vai fazer apenas o basquete do mundo inteiro ganhar - garante o treinador. 

Com pouco tempo de trabalho até a estreia, Petrovic dará prioridade ao trabalho defensivo. O Brasil deve fazer entre seis e sete treinos para os duelos que iniciam a campanha em busca de uma vaga no Mundial de China, em 2019. Se não conseguir um lugar no Mundial, o Brasil estará automaticamente também fora da Olimpíada de Tóquio 2020. Aleksandar garante que os torcedores podem esperar duas vitórias. 

- Podem esperar duas vitórias (risos). Vamos ter seis, sete treinamentos. Primeiro temos que trabalhar para defender bloqueios com os jogadores 4, 5, é muito importante. E dar muita atenção ao ataque, já que não teremos muito tempo. Vamos ver a qualidade dos jogadores que temos na primeira janela. Teremos uma boa equipe desde o princípio e vamos começar muito forte as duas primeiras partidas. 

 
Petrovic conhece Marquinhos e Augusto Lima da Olimpíada RIo 2016 (Foto: André Mourão/ODIA/NOPP)

Petrovic conhece Marquinhos e Augusto Lima da Olimpíada RIo 2016 (Foto: André Mourão/ODIA/NOPP) 

No clássico entre Flamengo e Vasco, o treinador pôde ver de perto vários pré-selecionados, entre eles Marquinhos, Olivinha, Lucas Mariano, Arthur Pecos e Fúlvio. O treinador, inclusive, elogiou Mariano e Marquinhos, e antecipou que ambos estarão na lista final. 

Fonte: Globo Esporte

- Marquinhos eu conheço, porque joguei contra ele pela Croácia, pela Olimpíada. Quero ter o Marquinhos jogando na posição 3 ou 4 nessas duas primeiras partidas. De Lucas, vamos saber nos sete, oito dias, quando darei a lista dos 14 jogadores convocados. Sei que Marquinhos e Lucas Mariano são jogadores importantes em suas equipes e estarão na lista.

 

Compartilhar

DISTRITO FEDERAL

Telefones Secretaria:
(61) 3381 9928
(61) 3254 6643
(61) 3263 8588
(61) 3263 8581

Whatsapp:
(61) 99575 9393

 


Atendimento Comercial

LUCAS CAETANO
(61) 99227 3742

JOÃO GABRIEL
(61) 99240 6734

RIO DE JANEIRO

(21)  2109-6857
(21) 97190 3073

JOINVILLE

(47) 3227 44 41
(47) 9609 0827

Console de depuração do Joomla!

Erros

Sessão

Informação do perfil

Memória Utilizada

Consultas ao banco